Doença Celíaca x Intolerância à Lactose

Doença Celíaca x Intolerância à Lactose

Doença Celíaca x Intolerância à Lactose


 



 


A doença celíaca e a intolerância à lactose têm sintomas muito parecidos, muitas vezes são confundidos e a certeza somente vem após a realização de alguns exames específicos de cada patologia.


Deve-se deixar entendido que a doença celíaca esta relacionada com o consumo do glúten que é uma proteína encontrada no trigo, nos cereais, na aveia, no malte entre outros. Enquanto que a intolerância à lactose é a insuficiência que o corpo tem de digerir a lactose, que é um tipo de açúcar encontrado no leite.


A doença celíaca segue a classificação da tabela de Marsh-Oberhuder no qual indica a gravidade da doença. A intolerância à lactose pode ser classificada de três formas: a) primária, resultado do envelhecimento, ocorre em pessoas com idade mais avançada; b) secundária, deriva de alguma doença ou ferimento; c) congênita, quando a pessoa já nasceu com o problema.


Quando uma pessoa descobre que tem a doença celíaca o seu intestino delgado esta inflamado, machucado e por esta razão não se encontra apta a ter contato com o leite, então essa pessoa passa a se tornar intolerante à lactose por um tempo curto, até que haja uma recuperação significativa do seu intestino delgado. Mas muitas vezes o paciente celíaco adquiri a intolerância à lactose secundária, ou seja, além de não poder consumir o glúten também passa a não poder consumir lactose.


Autodiagnóstico


Nunca se autodiagnostique ou se automedique, quando necessário vá ao médico conte a ele tudo o que você está sentindo, fale também do histórico familiar, esse último é muito importante porque o médico saberá quais problemas de saúde você está condicionado a ter. Ele também saberá quais os exames que você deve fazer para ter um diagnóstico seguro, mas não esqueça que durante os exames você deverá estar consumindo a lactose e o glúten normalmente e sua dieta só deverá ser iniciada após os resultados dos exames e a conclusão médica.


Voltar para a Home.


Sintomas


 



 


A doença celíaca e a intolerância à lactose possuem alguns sintomas parecidos que são capazes de confundir, entre eles:



  • Diarreia

  • Náusea e às vezes vômito

  • Dores abdominais

  • Inchaço

  • Enxaqueca


Porém há diferença muito importantes entre elas: a doença celíaca quando não tratada adequadamente o paciente celíaco tem grandes chances de desencadear doenças autoimunes e muito mais severas que a própria doença celíaca como por exemplo o câncer, alzaheimer, diabete, anemia e outros; já a intolerância à lactose quando não tratada corretamente o paciente sofre os sintomas e não desenvolve nenhuma outra doença. Eis o maior divisor entre elas.



Entretanto conheço pessoas que possuem a intolerância à lactose e não se cuidam, o resultado é intestino delgado inflamado que não se recupera, logo a pessoa passa a reagir a alimentos que não possuem lactose, ou seja, seu organismo começa a ter dificuldade de absorver qualquer alimento, e os sintomas da intolerância à lactose continuam mesmo sem consumir a lactose.


Cuidados



 


No início da descoberta da intolerância à lactose geralmente o paciente esta sofrendo muito então provavelmente sera recomendado retirar a lactose da sua dieta, após um certo tempo o paciente inicia o uso de uma enzima de lactase que é usada antes de consumir qualquer alimento com lactose e desta forma o paciente evita os sintomas da intolerância à lactose e passa a ter uma vida tranquila e saudável.


Alimentos com lactose são diferentes de alimentos derivados de leite. Os alimentos derivados de leite como queijo, manteiga, requeijão podem ser consumidos pelo paciente com intolerância à lactose, porque quando esses alimentos são produzidos o leite sofre um processo de quebra da lactose e assim diminui a quantidade de lactose e permite que pacientes com intolerância à lactose possam consumir, mas de preferência junto com as enzimas.


Já para uma pessoa com doença celíaca a dieta é para sempre, o que se tem são remédios que podem ser tomados antes do paciente celíaco consumir algum alimento que tenha tido contato com o glúten para evitar os sintomas de uma contaminação cruzada. Entretanto não se pode esquecer que para o celíaco o problema vai além dos sintomas, ou seja, além de sofrer com os sintomas o intestino delgado fica lesionado e outras doenças autoimunes podem ser adquiridas. Também tem que lembrar que toda vez que um paciente celíaco tem contaminação cruzada o seu tratamento regride, como se nunca tivesse sido feito nenhum tratamento, volta à estaca zero.


Autodiagnóstico


 



 


Nunca se autodiagnostique ou se automedique, quando necessário vá ao médico conte a ele tudo o que você está sentindo, fale também do histórico familiar, esse último é muito importante porque o médico saberá quais problemas de saúde você está condicionado a ter. Ele também saberá quais os exames que você deve fazer para ter um diagnóstico seguro, mas não esqueça que durante os exames você deverá estar consumindo a lactose e o glúten normalmente e sua dieta só deverá ser iniciada após os resultados dos exames e a conclusão médica.


Voltar para a Home.


Envie seu comentário

Optimization WordPress Plugins & Solutions by W3 EDGE